Peregrinação Diocesana ao Santuário do Zobué e Ordenações Sacerdotais

No passado fim de semana, nos dias 20 e 21 de Novembro, a diocese de Tete peregrinou ao Santuário de Nossa Senhora da Conceição do Zobuè.

O espaçoso recinto do antigo seminário, agora totalmente reconstruído, acolheu no sábado centenas de peregrinos de quase todas as paróquias da Diocese de Tete. 

Um grupo de jovens, incluindo o bispo, peregrinou a pé entre Mussacama e Zobuè. Na parte da tarde, foi celebrada a Via Sacra, procedeu-se à abertura do Processo de Beatificação e Canonização dos Mártires de Chapotera, os Padres João de Deus Kamtedza e Sílvio Alves Moreira, houve procissão das velas com a recitação do Terço e Missa. Durante toda a noite e madrugada houve adoração eucarística na capela do santuário que se realizou por turnos.

No Domingo, dia 21 de Novembro, de madrugada, muitos peregrinos subiram com o Bispo a montanha da Santa Cruz, mesmo em frente ao santuário. Lá nas alturas contemplaram a natureza e prestaram louvor ao Criador. Houve recitação do Terço. Descida a montanha, todos tomaram o seu lugar para participar na Santa Missa presidida por Dom Diamantino Antunes e concelebrada por muitos sacerdotes.

Foram ordenados três sacerdotes diocesanos - os Padres Sérgio Pedro Jassitene, da paróquia de Zobuè, Batissone Jorge, da Paróquia de Tsangano, e e Joaquim Mavuto da Paróquia de Domwè. Foram também ordenados dois diáconos: Constantino Miguel, da paróquia de Lifidzi e  Eliseu Bonifácio, da paróquia de Fonte Boa. Na sua homilia, o Bispo destacou a importância destas ordenações e chamou à atenção aos sacerdotes para a exemplo dos mártires de Chapotera, servirem bem, a Deus e o povo, sendo testemunhas da fé, da esperança e da caridade. A liturgia foi brilhantemente animada pela Paróquia de Vila Ulonguè. Com estas ordenações o clero diocesano de Tete conta agora com 20 sacerdotes.


Imprimir   Email